Otites repetidas
As otites são bem mais freqüentes nas crianças devido à imaturidade do sistema imunológico (sistema de células que defendem o nosso corpo) e às características

da anatomia da tuba auditiva, o pequeno canal que conecta o ouvido com o nariz.

Algumas crianças que apresentam quatro ou mais episódios de otite em um ano, ou três episódios em seis meses, necessitam de cuidados muito especiais.

Quanto mais cedo ocorrer a primeira otite (abaixo de seis meses), maior a possibilidade de recorrência.

O tabagismo dos pais e as escolinhas com muitos alunos podem gerar esta situação. Berçários, creches e escolinhas com mais de dez crianças na sala são a maior fonte de contaminação microbiológica (poluição microbiana) para uma criança não “preparada” imunologicamente para combater as infecções, em especial para as menores de dois anos de idade.

As adenóides que não funcionam bem também podem causar ou manter as otites. Os irmãos com história de otite de repetição podem “sinalizar” a tendência familiar a esse tipo de infecção.

Uma pequena cirurgia pode ser necessária para o tratamento das otites repetidas. Neste caso, coloca-se um pequeno dreno na membrana timpânica. Esse dreno também é conhecido como tubo de ventilação ou tubinho. Apenas algumas crianças, após acompanhamento médico adequado e tratamento individualizado, necessitarão da colocação dos mesmos.




 Voltar 

Copyright 1995-2018 © Otorrinopediatria